Libertação Pessoal, Sabedoria Antiga.

“Eu liberto meus pais do sentimento de que já falharam comigo.

Eu liberto meus filhos da necessidade de trazerem orgulho para mim; que possam escrever seus próprios caminhos de acordo com seus corações, que sussurram o tempo todo em seus ouvidos.

Eu liberto meu(minha) parceiro(a) da obrigação de me completar. Não me falta nada, aprendo com todos os seres o tempo todo.

Agradeço aos meus avós e antepassados que se reuniram para que hoje eu respire a vida.
Libero-os das falhas do passado e dos desejos que não cumpriram, conscientes de que fizeram o melhor que puderam para resolver suas situações dentro da consciência que tinham naquele momento. Eu os honro, os amo e reconheço inocentes.
Eu me desnudo diante de seus olhos, por isso eles sabem que eu não escondo nem devo nada além de ser fiel a mim mesmo e à minha própria existência, que caminhando com a sabedoria do coração, estou ciente de que cumpro o meu projeto de vida, livre de lealdades familiares invisíveis e visíveis que possam perturbar minha Paz e Felicidade, que são minhas únicas responsabilidades.

Eu renuncio ao papel de salvador, de ser aquele que une ou cumpre as expectativas dos outros.

Aprendendo através, e somente através, do AMOR, eu abençoo minha essência, minha maneira de expressar, mesmo que alguém possa não me entender.

Eu entendo a mim mesmo, porque só eu vivi e experimentei minha história; porque me conheço, sei quem sou, o que eu sinto, o que eu faço e por que faço.

Me respeito e me aprovo.
Eu honro a Divindade em mim e em você… Somos livres.”

(Essa antiga bênção foi criada no idioma Nahuatl, falado desde o século VII na região central do México. Ela trata de perdão, carinho, desapego e libertação. )

GANHAR

unnamed (13)

GANHAR

“Pois que aproveitaria ao homem ganhar todo o mundo

e perder a sua alma?”

Jesus (MARCOS, 8: 36)

As criaturas terrestres, de modo geral, ainda não aprenderam a ganhar.

Entretanto, o espírito humano permanece no Planeta em busca de alguma coisa. É

indispensável alcançar valores de aperfeiçoamento para a vida eterna. Recomendou Jesus aos seus tutelados procurassem, insistissem… Significa isso que o homem se demora na Terra para ganhar na luta

enobrecedora. Toda perturbação, nesse sentido, provém da mente viciada das almas em

desvio. O homem está sempre decidido a conquistar o mundo, mas nunca disposto

a conquistar­se para uma esfera mais elevada. Nesse falso conceito, subverte a

ordem, nas oportunidades de cada dia. Se Deus lhe concede bastante saúde física, costuma usá­la na aquisição da doença destruidora; se consegue amealhar

possibilidades financeiras, tenta açambarcar os interesses alheios. O Mestre Divino não recomendou que a alma humana deva movimentar­se

despida de objetivos e aspirações de ganho; salientou apenas que o homem necessita

conhecer o que procura, que espécie de lucros almeja, a que fins se propõe em suas

atividades terrestres. Se teus desejos repousam nas aquisições factícias, relativamente a situações

passageiras ou a patrimônios fadados ao apodrecimento, renova, enquanto é tempo, a visão espiritual, porque de nada vale ganhar o mundo que te não pertence e

perderes a ti mesmo, indefinidamente, para a vida imortal.

Emmanuel – Francisco Cândido Xavier

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas