Livro Cartas De Uma Morta 2/124 – Uma Pagina Por Dia

CapaLivroCartasDeUmaMorta-174-259mãe muito querida.

2/124

NO LIMIAR DA VIDA DE ALÉM TÚMULO

Para mim, meu caro filho, as últimas impressões da existência terrena e os primeiros dias
transcorridos depois da morte foram muito amargos e dolorosos.

Quero crer que a angústia, que naquele momento avassalou a minh’alma, originou-se da profunda
mágoa que me ocasionava a separação do lar e dos afetos familiares, pois, apesar de crer na
imortalidade, sempre enchiam-me de pavor de crer na imortalidade, sempre enchiam-me de pavor os
aparatos da morte; e dentro do catolicismo, que eu professava fervorosamente, atemorizava-me a
perspectiva de uma eterna ausência.

Lutei, enquanto me permitiram as forças físicas, contra a influência aniqüiladora do meu corpo;
mas foi uma luta singular a que sustentei, como sói acontecer aos corações maternos, quando periga a
tranqüilidade dos seus filhos. Unicamente esse amor obrigava-me ao apego à vida, porque os
sofrimentos, que já havia experimentado, desprendiam-me de todo o prazer que ainda pudesse me advir
das coisas terrestres.

Livro Cartas De Uma Morta 2/124 – Uma Pagina Por Dia
Projeto uma página por dia, entenda a proposta:http://www.wilsonfernandes.com.br/uma-pagina-por-dia/

 

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas