Coletânea de Poemas – RUMI

unnamed (18)

Coletânea de Poemas – RUMI

Vem,

Te direi em segredo

Aonde leva esta dança.

Vê como as partículas do ar

E os grãos de areia do deserto

Giram desnorteados.

Cada átomo

Feliz ou miserável,

Gira apaixonado

Em torno do sol.

Ninguém fala para si mesmo em voz alta.

Já que todos somos um,

falemos desse outro modo.

Os pés e as mãos conhecem o desejo da alma

Fechemos pois a boca e conversemos através da alma

Só a alma conhece o destino de tudo, passo a passo.

Vem, se te interessas, posso mostrar-te.

Desde que chegaste ao mundo do ser,

uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.

Primeiro, foste mineral;

depois, te tornaste planta,

e mais tarde, animal.

Como pode isto ser segredo para ti?

 

Finalmente, foste feito homem,

com conhecimento, razão e fé.

Contempla teu corpo – um punhado de pó –

vê quão perfeito se tornou!

 

Quando tiveres cumprido tua jornada,

decerto hás de regressar como anjo;

depois disso, terás terminado de vez com a terra,

e tua estação há de ser o céu.

 

 

Não durmas,

senta com teus pares

 

A escuridão oculta a água da vida.

Não te apresses, vasculha o escuro.

Os viajantes noturnos estão plenos de luz;

não te afastes pois da companhia de teus pares.

 

 

Faltam-te pés para viajar?

Viaja dentro de ti mesmo,

e reflete, como a mina de rubis,

os raios de sol para fora de ti.

 

A viagem conduzirá a teu ser,

transmutará teu pó em ouro puro.

 

 

Sofreste em excesso

por tua ignorância,

carregaste teus trapos

para um lado e para outro,

agora fica aqui.

 

Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.

Nos mostramos e nos escondemos tu em mim, eu em ti.

Eis aqui o sentido profundo de minha relação contigo,

Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.

 

 

Oh, dia, levanta! Os átomos dançam,

As almas, loucas de êxtase dançam.

A abóbada celeste, por causa deste Ser, dança,

Ao ouvido te direi aonde a leva sua dança.

 

 

Ontem à noite, confidencialmente, eu disse a um velho sábio:

– Não me esconda nada dos segredos do mundo!

Muito docemente, ele me disse ao ouvido:

– Chut! Podemos compreender, mas não exprimir!

 

 

Quero fugir a cem léguas da razão,

Quero da presença do bem e do mal me liberar.

Detrás do véu existe tanta beleza: lá está meu ser.

Quero me enamorar de mim mesmo, ó vós que não sabeis!

 

 

Eu soube enfim que o amor está ligado a mim.

E eu agarro esta cabeleira de mil tranças.

Embora ontem à noite eu estivesse bêbado da taça,

Hoje, eu sou tal, que a taça se embebeda de mim.

 

 

Ele chegou… Chegou aquele que nunca partiu;

Esta água nunca faltou a este riacho

Ele é a substância do almíscar e nós o seu perfume,

Alguma vez se viu o almíscar separado de seu cheiro?

 

 

Se busco meu coração, o encontro em teu quintal,

Se busco minha alma, não a vejo a não ser nos cachos de teu cabelo.

Se bebo água, quando estou sedento

Vejo na água o reflexo do teu rosto.

 

 

Sou medido, ao medir teu amor.

Sou levado, ao levar teu amor.

Não posso comer de dia nem dormir de noite.

Para ser teu amigo

Tornei-me meu próprio inimigo.

 

 

Teu amor me tirou de mim.

De ti, preciso de ti

Noite e dia, eu queimo por ti.

De ti, preciso de ti.

 

 

Não posso dormir quando estou contigo

por causa de teu amor.

Não posso dormir quando estou sem ti

por causa de meu pranto e gemidos.

Passo as duas noites acordado

mas, que diferença entre uma e outra!

 

 

Não temos nada além do amor.

Não temos antes, princípio nem fim.

A alma grita e geme dentro de nós:

– Louco, é assim o amor.

Colhe-me, colhe-me, colhe-me!

 

 

À noite, pedi a um velho sábio

que me contasse todos os segredos do universo.

Ele murmurou lentamente em meu ouvido:

– Isto não se pode dizer, isto se aprende.

 

A fé da religião do Amor é diferente.

A embriaguez do vinho do Amor é diferente.

Tudo que aprendes na escola é diferente.

Tudo que aprendes do Amor é diferente.

 

– Vem ao jardim na primavera, disseste.

– Aqui estão todas as belezas, o vinho e a luz.

Que posso fazer com tudo isso sem ti?

E, se estás aqui, para que preciso disso?

 

Jalaluddin Rumi

agradecimentos a M.Baird

Sou Egoista?

cl_20282

EGOÍSMO ACENDRADO

Sempre que te surpreendas, dizendo:

— Ninguém sofre mais do que eu…

— Nenhuma dor se compara a minha…

— Sou o maior dos injustiçados…

— Tudo se exige de mim…

— Carrego todo mundo nas costas…

— Prova igual a minha ainda não vi…

— Não tenho amigos…

— Nem com a família posso contar…

Além de, positivamente, estares exagerando em tua mais recente crise de autocomiseração, revelas que não tens o hábito de olhar senão para ti mesmo, e, infelizmente, isto não tem outro nome que não seja egoísmo acendrado.

Carlos A. Baccelli – Irmão José

Compartilhado por Luiz Vencio

Ė TUDO PORQUE A CARNE E FRACA?

Cascada-Temptation_E

QUE É A CARNE?

“Se  vivemos  em  Espírito,  andemos  também  em  Espírito.”

Paulo (GÁLATAS, 5: 25)

Quase sempre, quando se fala de espiritualidade, apresentam­se muitas pessoas que se queixam das exigências da carne.

É verdade que os apóstolos muitas vezes falaram de concupiscências da carne, de seus criminosos impulsos e nocivos desejos.

Nós mesmos, freqüentemente, nos sentimos na necessidade de aproveitar o símbolo para tornar mais acessíveis as lições do Evangelho.

O próprio Mestre figurou  que o espírito, como  elemento divino, é forte, mas que a carne, como expressão humana, é fraca.

Entretanto, que é a carne?

Cada personalidade espiritual tem o seu  corpo fluídico e ainda não percebestes, porventura, que a carne é um composto  de fluídos condensados?

Naturalmente, esses fluídos, em se reunindo, obedecerão  aos imperativos da existência terrestre, no que designais por lei de hereditariedade; mas, esse conjunto é passivo e não determina por si.

Podemos figurá­lo como casa terrestre, dentro da qual o espírito é dirigente, habitação essa que tomará as características boas ou más de seu possuidor.

Quando falamos em pecados da carne, podemos traduzir a expressão por faltas devidas à condição inferior do homem espiritual sobre o planeta.

Os desejos aviltantes, os impulsos deprimentes, a ingratidão, a má­fé, o traço do traidor, nunca foram da carne.

É preciso se instale no homem a compreensão de sua necessidade de autodomínio, acordando­lhe as faculdades de disciplinador e renovador de si mesmo, em Jesus Cristo.

Um dos maiores absurdos de alguns discípulos é atribuir ao conjunto decélulas passivas, que servem ao  homem, a paternidade dos crimes e desvios da Terra, quando sabemos que tudo procede do espírito.

E Se Voltassemos Agora?

NaVoltaParaCasa1

BAGAGEM

Por mais cuides da saúde, um dia, naturalmente, serás compelido a deixar o corpo que ocupas em teu breve estágio na Terra.

Quando te chegar o momento, partirás, muitas vezes sem tempo disponível para tomar essa ou aquela derradeira providência, sempre adiada por ti.

Convém, pois, quanto zelas por tua apresentação exterior, que não olvides o teu figurino moral.

Periodicamente, faze o inventário dos bens que já entesouras no espírito, efetuando indispensável balanço de teu real aproveitamento nas experiências do cotidiano.

Se, porventura, fosses chamado a atravessar hoje as alfândegas da morte, de que se te constituiria a bagagem? Terias mais a lamentar o que deixas, que te alegrares com o que levas?…

Carlos A. Bacelli – Irmao Jose
Compartihado por Luiz Vencio

O MENDIGO RENITENTE

luz_no_caminho

Uma explicação psicológica para o fato de muitos sem-abrigo permanecerem nas ruas mesmo quando lhes são dadas melhores condições de vida

“O MENDIGO RENITENTE” e “MAX, O MENDIGO”

Duas estórias reais de grande sensibilidade relatadas por Chico Xavier e Allan Kardec:

1 – O MENDIGO RENITENTE

Narrou-nos Chico que um dia foi procurado por um médico, seu particular amigo de muitos anos, espírita militante e colaborador em suas obras psicografadas.

Ele queria saber o que fazer com um velho mendigo, que insistia em dormir no alpendre de sua casa. Não estava preocupado em tê-lo como hóspede em tão precário lugar, mas, sim, com a má acomodação e a friagem da noite. Já o havia alertado de que se permanecesse ali acabaria por ficar doente.

Contudo, vendo que seus avisos eram ignorados, dedicou-se a arrumar um lugar onde o mendigo pudesse pernoitar. Depois de conseguir um quartinho na vizinhança, levou-o para lá.

Qual não fora sua surpresa ao dar com ele em sua varanda no dia seguinte!

Pensando que talvez não tivesse gostado do lugar, procurou um albergue que o tratasse melhor. De nada adiantara. O velho voltou a passar as noites no seu alpendre.

O médium então falou-nos:

— O que o médico amigo não sabia era que aquele espírito carregava consigo um grande complexo de culpa. Passei então a narrar-lhe as cenas que os amigos espirituais me haviam mostrado: Aquele mendigo, doutor, na existência anterior havia sido um cruel fazendeiro que expulsara impiedosamente muitas famílias de suas terras, deixando-as ao relento, sem rumo… Depois que desencarnou, a partir daquelas lembranças formara-se o complexo de culpa. E o sofrimento perdura até os dias atuais, não permitindo que ele permaneça alojado em lugar nenhum.

Chico concluiu:

— Então eu disse ao amigo: Não adianta tentar melhorar sua situação, deixe-o dormir no seu alpendre. Mais uns dias e ele procurará outro lugar para deitar-se ao relento. Essa situação perdurará até que o complexo de culpa deixe de atormentá-lo.

Em nossas cogitações, vem-nos à mente a lição: para exercer a caridade é necessário usarmos do bom senso e não insistirmos quando o necessitado se nega a receber o benefício. Sempre haverá uma razão que justifique situações como a que nos foi narrada.

(Do livro Inesquecível Chico – Edição GEEM)

 

2 – MAX, O MENDIGO

Em 1850, numa vila da Baviera, morreu um velho quase centenário, conhecido por pai Max. Por não possuir família, ninguém lhe determinava a origem. Havia cerca de meio século que se invalidara para ganhar a vida, sem outro recurso além da mendicidade, que ele dissimulava, procurando vender, pelas herdades e castelos, almanaques e outras miudezas. Deram-lhe a alcunha de conde Max, e as crianças o chamavam somente pelo título — circunstância esta que o fazia rir sem agastamento. Por que esse título? Ninguém saberia dizê-lo. O hábito o sancionara. Talvez tivesse provindo da sua fisionomia, das suas maneiras, cuja distinção fazia contraste com a miserabilidade dos andrajos.

Muitos anos depois da morte, Max apareceu em sonho à filha do proprietário de um castelo em cuja estrebaria era outrora hospedado, porque não possuía domicílio próprio. Nessa aparição, disse ele:

— ” Agradeço o terdes lembrado o pobre Max nas vossas preces, porque o Senhor as ouviu. Alma caritativa, que vos interessastes pelo pobre mendigo, já que quereis saber quem sou, vou satisfazer-vos, ministrando, ao mesmo tempo e a todos, um grande ensinamento.

Há cerca de século e meio era eu um dos ricos e poderosos senhores desta região, porém orgulhoso da minha nobreza. A fortuna imensa, além de só me servir aos prazeres, mal chegava para o jogo, para o deboche, para as orgias, que eram a minha única preocupação na vida.

Quanto aos vassalos, porque os julgasse animais de trabalho destinados a servir-me, eram espezinhados e oprimidos, para proverem às minhas dissipações. Surdo aos seus queixumes, como em regra também o era com todos os infelizes, julgava eu que eles ainda se deveriam ter por honrados em satisfazer-me os caprichos. Morri cedo, exausto pelos excessos, mas sem ter, de fato, experimentado qualquer desgraça real. Ao contrário, tudo parecia sorrir-me, a ponto de passar por um dos seres mais ditosos do mundo. Tive funerais suntuosos e os boêmios lamentavam a perda do ricaço, mas a verdade é que sobre o meu túmulo nenhuma lágrima se derramou, nenhuma prece por mim se fez a Deus, de coração, enquanto minha memória era amaldiçoada por todos aqueles para cuja miséria contribuíra.

Ah! E como é terrível a maldição dos que prejudicamos! Pois essa maldição não deixou de ressoar-me aos ouvidos durante longos anos que me pareceram uma eternidade. Depois, por morte de cada uma das vítimas, era um novo espectro ameaçador ou sarcástico que se erguia diante de mim, a perseguir-me sem tréguas, sem que eu pudesse encontrar um vão esconso onde me furtasse às suas vistas! Nem um olhar amigo!

Os antigos companheiros de devassidão, infelizes como eu, fugiram, parecendo dizer-me desdenhosos: “Tu não podes mais custear os nossos prazeres.”

Oh! Então, quanto daria eu por um instante de repouso, por um copo dágua para saciar a sede ardente que me devorava! Entretanto eu nada mais possuía, e todo o ouro a jorros derramado sobre a Terra não produzia uma só bênção, uma só que fosse… ouviste, minha filha?!

Cansado por fim, opresso, qual viajor que não lobriga o termo da jornada, exclamei: “Meu Deus, tende compaixão de mim! Quando terminará esta situação horrível?”

Então uma voz — primeira que ouvi depois de haver deixado a Terra — disse: “Quando quiseres.”

“Que será preciso fazer, grande Deus?” — repliquei. “Dizei-o, que a tudo me sujeitarei”.

— “É preciso o arrependimento, é preciso te humilhares perante os mesmos a quem humilhastes; pedir-lhes que intercedam por ti, porque a prece do ofendido que perdoa é sempre agradável ao Senhor.”

E eu me humilhei, e eu pedi aos meus vassalos e servidores que ali estavam diante de mim, e cujos semblantes, pouco a pouco mais benévolos, acabaram por desaparecer. Isso foi para mim como que uma nova vida; o desespero deu lugar à esperança, enquanto eu agradecia a Deus com todas as forças de minha alma.

A voz acrescentou: “Príncipe…” ao que respondi: “Não há aqui outro príncipe senão Deus, o Deus Onipotente que humilha os soberbos. Perdoai-me Senhor, porque pequei; e se tal for da vossa vontade, fazei-me servo dos meus servos.”

Alguns anos depois reencarnei numa família de burgueses pobres. Ainda criança perdi meus pais, e fiquei só, no mundo, desamparado. Ganhei a vida como pude, ora como operário, ora como trabalhador de campo, mas sempre honestamente, porque já cria em Deus. Mas aos 40 anos fiquei totalmente paralítico, sendo-me preciso daí por diante mendigar por mais de 50 anos, por essas mesmas terras de que fora o absoluto senhor.

Nas herdades que me haviam pertencido, recebia uma migalha de pão, feliz quando por abrigo me davam o teto de uma estrebaria. Ainda por uma acerba ironia do destino, apelidaram-me Sr. Conde…

Durante o sono, aprazia-me percorrer esse mesmo castelo onde reinei despoticamente, revendo-me no fausto da minha antiga fortuna! Ao despertar, sentia de tais visões uma impressão de amargura e tristeza, mas nunca uma só queixa se me escapou dos lábios; e quando a Deus aprouve chamar-me, exaltei a sua glória por me haver sustentado com firmeza e resignação numa tão penosa prova, da qual hoje recebo a recompensa. Quanto a vós, minha filha, eu vos bendigo por terdes orado por mim.”

Para este fato pedimos a atenção de todos quantos pretendem que, sem a perspectiva das penas eternas, os homens deixariam de ter um freio às suas paixões. Um castigo como este do pai Max será porventura menos profícuo do que essas penas sem-fim, nas quais hoje ninguém acredita?

Allan Kardec – “O Céu e o Inferno” – Expiações Terrestres – cap. Pai Max.

(Do mural do Nuno Emanuel)

‪#‎ChicoXavier‬

Compartilhado pelo irmão Luiz Vencio

ATĖ QUANDO?

FB_IMG_1436625352225

Até quando vamos preferir os ladrões, enganadores?

Até quando vamos julgar pelas aparências?

Até quando vamos deixar os ladrões soltos, levando o país, o mundo a ruína?

Gandhi foi omisso?

Jesus foi omisso?

A recomendação vigiai e orai, como deve ser interpretada?

O que você tem de responsabilidade sobre isso tudo?

O que eu posso fazer para mudar isso?

Tenho força e poder para mudar isso?

Eu quero mudar isso?

Acredito no poder da oração, da prática do Bem, da mobilização, da união, da força da comunidade, nação, humanidade e do Universo todo?

Os ladrões vão ficar tomando tudo, dominando?

O que eu estou fazendo para mudar isso?

O que vou fazer agora para “ser a mudança que quero ver no mundo” nesse momento?

Acredito que com essa ação vou promover a ordem, aliviar a dor, gerar progresso, bem estar, saúde, consciência?

Como me sinto depois de ter contribuído por um mundo melhor?

E todos no mundo fizerem uma ação positiva agora nesse momento?

Eu faço agora independente da ação dos outros.

Você acha que essas reflexões são úteis para alguém?

 

 

 

Evite transtornos

unnamed

Evite transtornos.

O transtorno, a perturbação, a intranquilidade perde força quando não encontra lugar dentro de você.

Quando para tudo você tem um bom entendimento, as vibrações negativas dos transtornos se dissipam, neutralizadas.

Não sofra, podendo evitar o sofrimento.

Toda vez que você se julga em condição de  resolver problemas, uma força e uma paz aparecem dentro de você.

Enfrente, com fé, as correntes negativas.

Um transtorno evitado é um lugar aberto à paz e à felicidade.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

Alcalinidade a chave na cura do cancer e outras doenças

unnamed (17)

Oncologistas Não gostam de bicarbonato de sódio no Tratamento do Câncer, porque é muito eficaz e muito barato

Até mesmo os cânceres mais agressivos que têm metástase foram revertidas com tratamentos de câncer de bicarbonato de sódio. Embora a quimioterapia é tóxico para todas as células, representa a única medida que os oncologistas empregar na sua prática para quase todos os pacientes com câncer. Na verdade, 9 em cada 10 pacientes com câncer de concordar com quimioterapia de primeira sem investigar outras opções menos invasivas.
tratamento do câncer de bicarbonato de sódio para o cancro da mama . É óbvio que existem pessoas que sabem que compreenderam que o bicarbonato de sódio, o mesmo material que pode salvar a vida de uma pessoa na sala de emergência em um piscar de olhos, é uma opção de tratamento do câncer primário do tipo mais seguro e eficaz.

Estudos têm demonstrado que as medidas dietéticas para aumentar os níveis de bicarbonato podem aumentar o pH dos tumores acídicos sem perturbar o pH do sangue e os tecidos saudáveis ​​. Modelos animais de humano do câncer de mamamostram que o bicarbonato de sódio por via oral, de facto, tornar os tumores mais alcalino e inibir metástase. Com base nestes estudos, além do fato de que o bicarbonato de sódio é segura e bem tolerada, os médicos de renome mundial, tais como o Dr. Julian Whitaker adotaram protocolos de tratamento de câncer de sucesso como parte de um programa nutricional e imunológico global de apoio para pacientes que estão lidando com a doença . O protocolo Whitaker usa 12 g (2 colheres de chá arredondadas) de bicarbonato de sódio misturado em 2 xícaras de água,Até mesmo os cânceres mais agressivos que têm metástase foram revertidas com tratamentos de câncer de bicarbonato de sódio. Embora a quimioterapia é tóxico para todas as células, representa a única medida que os oncologistas empregar na sua prática para quase todos os pacientes com câncer. Na verdade, 9 em cada 10 pacientes com câncer de concordar com quimioterapia de primeira sem investigar outras opções menos invasivas.

 

Médicos e empresas farmacêuticas ganhar dinheiro com isso. Essa é a única razão quimioterapia ainda é usado . Não porque é eficaz, diminui a morbidade, a mortalidade ou quaisquer diminui as taxas de câncer específicos. Na verdade, ele faz o contrário.A quimioterapia aumenta o crescimento do câncer e as taxas de mortalidade a longo prazo e oncologistas sabem disso.

Há alguns anos, da Universidade de Arizona membro do Centro de Câncer Dr. Mark Pagel recebeu uma doação de US $ 2 milhões do National Institutes of Health para estudar a eficácia de personalização tratamento do câncer de bicarbonato de sódio para o cancro da mama . É óbvio que existem pessoas que sabem que compreenderam que o bicarbonato de sódio, o mesmo material que pode salvar a vida de uma pessoa na sala de emergência em um piscar de olhos, é uma opção de tratamento do câncer primário do tipo mais seguro e eficaz.

 

Quando administrado por via oral com água, especialmente água com elevado teor de magnésio, e, quando utilizado por via transdérmica em banhos medicinais, bicarbonato de sódio torna-se um medicamento de primeira linha para o tratamento do cancro, e também doença renal, diabetes, gripe e mesmo do resfriado comum. É também um tampão poderosa contra a exposição à radiação, por isso todos devem ser até a velocidade sobre a sua utilização. Fisiologia de todo mundo está sob ataque nuclear pesado de fortes ventos radioativos que estão circulando no hemisfério norte.

Dr. Robert J. Gillies e seus colegas já demonstraram que o pré-tratamento de ratos com resultados bicarbonato de sódio na alcalinização da área ao redor de tumores. Os mesmos pesquisadores relataram que o bicarbonato aumenta o pH do tumor e também inibe metástases espontâneas em ratos com câncer de mama.

O que é o bicarbonato de sódio?Bicarbonato de sódio é um sólido cristalino branco que aparece em pó tão fino. É também chamado de cozimento de sódio, soda pão e bicarbonato de sódio. O seu nome químico é o bicarbonato de sódio ou carbonato de hidrogénio de sódio.

Bicarbonato de sódio é diferente da soda de lavagem (carbonato de sódio), embora eles compartilham o mesmo gosto ligeiramente salgado e alcalino.

Este refrigerante utilizado é normalmente dissolvido em água mineral e usado como um agente de fermentação no cozimento.Ele funciona como um agente de fermentação por neutralizar os componentes ácidos de massa. A neutralização liberta dióxido de carbono e conduz à “elevação” ou expansão de alimentos assados.

A escala de pH é como uma exibição termômetro aumenta e diminui o teor de ácido e alcalino líquido. Os desvios acima ou abaixo de uma gama 7,35-7,45 pH no sangue rigidamente controlada pode sinalizar sintomas potencialmente graves e perigosas ou estados de doença. Quando o corpo já não pode efetivamente neutralizar e eliminar os ácidos, ele realoca-los dentro de fluidos extra-celulares do corpo e células do tecido conjuntivo comprometendo diretamente a integridade celular. Por outro lado, quando o corpo torna-se muito alcalina de muito bicarbonato no sangue, alcalose metabólica ocorre, o que pode ter consequências graves se não forem corrigidas rapidamente.

Jon Barron apresenta uma maneira de olhar para pH que abre um dos principais benefícios da água alcalina:

Íons de hidrogênio amarrar oxigênio. Isso significa que, quanto mais ácido é um líquido, a menos oxigénio disponível a nele.Cada célula do nosso corpo necessita de oxigênio para a vida e para manter uma saúde ótima. Combine isso com o que sabemos sobre os íons de hidrogênio e vemos que o mais ácido no sangue (quanto menor o pH), menos oxigênio está disponível para uso pelas células. Sem entrar em uma discussão sobre a química envolvida, apenas entender que é o mesmo mecanismo envolvido quando a chuva ácida “mata” um lago. O peixe literalmente sufocar até a morte porque o ácido no lago “liga-se” todo o oxigênio disponível. Não é que o oxigênio foi a lugar nenhum; é só não está mais disponível. Por outro lado, se você aumentar o pH do lago (torná-lo mais alcalino), o oxigênio está agora disponível eo lago volta à vida. Aliás, vale a pena notar que o câncer está relacionado a um ambiente ácido (falta de oxigênio) -a maior o pH (o mais oxigênio presente nas células do corpo), o mais difícil é para o câncer de prosperar.

Compreender isto é importante por duas razões: (1) revela um dos principais benefícios da água alcalina-mais oxigênio “disponível” no sistema e (2) que explica por que a água alcalina ajuda a combater o câncer.

Como bicarbonato de sódio pode ajudar o câncer “cura”

Basicamente, os tumores malignos representam massas de células que crescem rapidamente. A rápida taxa de crescimento experimentado por essas células significa que o metabolismo celular, também procede a taxas muito altas.

Portanto, as células cancerosas são usando um lote mais hidratos de carbono e açúcares para gerar energia na forma de ATP (adenosina trifosfato).

No entanto, alguns dos compostos formados a partir da produção de energia incluem ácido láctico e ácido pirúvico. Em circunstâncias normais, estes compostos são apagadas e utilizada o mais rapidamente à medida que são produzidas.Mas as células cancerosas estão experimentando o metabolismo a um ritmo muito mais rápido. Portanto, estes ácidos orgânicos acumulam no ambiente imediato do tumor.

O elevado nível de acidez extracelular em torno do tumor é um dos principal força motriz para a metástase de tumores cancerosos.

Basicamente, as células cancerosas precisam de um ambiente ácido para crescer e se espalhar rapidamente.

Alguns especialistas em câncer, portanto, acredito que por tamponamento do microambiente do tumor com um composto de alcalinização, o pH dos tumores pode ser elevada o suficiente para privá-los e impedir o seu crescimento e disseminação.

Curiosamente, esta solução bastante simples de câncer foi provado direita.

O que é ainda mais notável é que não há necessidade de inventar alguma droga sintética fantasia para reduzir a acidez no ambiente imediato do tumor. Um composto simples, comumente obtido como bicarbonato de sódio vai fazer.

Obviamente, é desejável administrar o bicarbonato de sódio o mais próximo possível do tumor quanto possível uma vez que o seu efeito de aumentar o pH é necessário no microambiente do tumor.Portanto, a injecção directa de bicarbonato de sódio no local do tumor é considerada uma solução melhor do que a administração oral. No entanto, o bicarbonato de sódio por via oral é mais seguro e pode ser facilmente usado em casa.

Um estudo de 2009 publicado na revista,Cancer Research , é um dos primeiros a confirmar que o efeito alcalinizante do bicarbonato de sódio pode realmente parar de câncer.

Por injecção de bicarbonato de sódio para um grupo de ratinhos, os autores do estudo foram capazes de determinar a forma como o crescimento e disseminação de tumores cancerosos foram realizadas aumentando o pH do órgão afectado pelo cancro.

Os resultados do estudo mostraram que o bicarbonato de sódio, de fato elevou o pH e reduziu as metástases espontâneas em ratos induzidos com câncer de mama.

Os pesquisadores também determinaram que as obras de bicarbonato de sódio, aumentando as células fora de pH e não dentro das células. Esta é uma descoberta importante uma vez que sugere que o bicarbonato de sódio não interfere com o metabolismo celular, mesmo, uma vez que faz com que o microambiente pouco propício para o crescimento do tumor.

Outros resultados deste estudo mostram que o bicarbonato de sódio:

  • Reduziu o envolvimento do linfonodo sobre o transporte de células cancerosas
  • Não faz diminuir os níveis de células tumorais circulantes
  • Reduzido o envolvimento do fígado e, portanto, a propagação de células de tumor para outros órgãos
  • Inibir a colonização de outros órgãos por células tumorais circulantes

A Fórmula bicarbonato de sódio para o cancro

Para tornar o remédio natural câncer de bicarbonato de sódio em casa, você precisa de xarope de bordo, melaço ou mel para ir junto com o bicarbonato de sódio.

No livro Dr. Sircus ‘, ele documentou como um paciente usado bicarbonato de sódio e melaço para lutar contra o câncer de próstata que tinham metástase para os ossos. No primeiro dia, o paciente misturado 1 colher de chá de bicarbonato de sódio com 1 colher de chá de melaço em um copo de água.

Ele tomou este por mais de 3 dias depois que seu pH saliva ler 7.0 e seu pH da urina ler 7.5.

Estimulados por estes resultados, o paciente tomou a solução duas vezes no dia 5, em vez de uma vez por dia. E desde o dia 6-10, ele levou 2 colheres de chá de cada de bicarbonato de sódio e melaço duas vezes por dia.

Até o dia 10, pH do paciente tinha subido para 8,5 e os únicos efeitos colaterais experimentados eram dores de cabeça e suor noite (semelhante à terapia de césio).

No dia seguinte, o paciente teve uma varredura do osso e também outros exames médicos. Os seus resultados mostraram que o (antigénio específico da próstata, a proteína utilizada para determinar a gravidade do aumento da próstata e cancro da próstata) nível de PSA era de 22,3 para baixo no ponto de diagnóstico para 0,1.

Outra fórmula bicarbonato de sódio recomenda misturar 90 colheres de chá de xarope de bordo com 30 colheres de chá de bicarbonato de sódio.

Para fazer isso, o xarope de bordo deve ser aquecida a tornar-se menos viscosa. Em seguida, o xarope de cozimento é adicionada e agitada durante 5 minutos até ficar completamente dissolvida.

Esta preparação deve fornecer no valor de cerca de 10 dias do remédio bicarbonato de sódio. 5-7 colheres de chá por dia é a dose recomendada para pacientes com câncer.

Cuidados devem ser tomados ao usar o remédio bicarbonato de sódio para tratar o câncer. Isso ocorre porque sustentar um nível de pH elevado pode causar alcalose metabólica si e desequilíbrio eletrolítico.Estes podem resultar em edema e também afecta o coração e a pressão sanguínea.

Uma coisa não tem que ser um médico para praticar medicina pH . Cada praticante das artes da cura e cada mãe e pai precisa entender como usar bicarbonato de sódio.Deficiência de bicarbonato é um problema real que aprofunda com a idade para que ele realmente não paga para compreender e apreciar o que o bicarbonato de sódio é tudo.

Fontes: 
cancertutor.com 
phkillscancer.com 
drsircus.com 
drleonardcoldwell.com 
drwhitaker.com

Dave Mihalovic é um médico naturopata, que é especializada em pesquisa de vacinas, prevenção do câncer e uma abordagem natural para o tratamento.

Artigo publicado originalmente noPreventdisease.com republicado com permissão

Fonte final:

http://m.complete-health-and-happiness.com/oncologists-dont-like-baking-soda-cancer-treatment-because-its-too-effective-and-too-cheap/?t=SOE

Tenha o prazer de servir

unnamed (16)

Ative o seu ser.

Ponha em ação, com decisão, o seu cabedal de energias.

Esse cabedal anseia, dentro de você, por oportunidades de expandir-se e realizar progressos.

Tudo o que você faz em benefício dos outros é ponto a seu favor na existência física e nos planos espirituais, onde ainda mais brilham as suas luzes.

No ato de ajudar aos outros, o mais ajudado é você.

Tenha o prazer de servir, veja crescer o seu amor, o de Deus, que lhe concede felicidades.

Execute boas coisas e observe o movimento da vida a seu favor.

A Vida, em você, realiza maravilhas.

Lourival Lopes

Extraído de “Sabedoria todo dia”

 

%d blogueiros gostam disto:
Pular para a barra de ferramentas